Sombrazine – informativo eletrônico da Cia Teatro Lumbra de Animação!

Tive meu nome citado pelo Clube da Sombra em seu Sombrazine! Fiquei lisongeada pelo carinho!

Guinada do dia para a noiteComo a imperceptível penumbra que divide a noite do dia, findou-se outro ciclo. A velocidade da eterna rotação, oculta novamente as partículas de glória e fracasso na linha desfigurada do horizonte. Sobre as nossas cabeças os desafios riscam o céu como balas perdidas. Foi assim mesmo. Um grande passo que só agora encontra a segurança do chão firme. Nosso informativo Sombrazine nº6 disparou informações à queima roupa em agosto de 2008 e de lá para cá o tempo só permitiu agarrar as oportunidades. Veja um pouco dessa história resumida e lampejante nessa edição de nº7.
2009 – Um ano que escorreu como água pelos dedos das nossas mãos, mas refrescou a sede dos curiosos.
Projeto Usina das Artes mostrou as peripécias das sombras em atividades gratuitas durante todo o anoEXPLUM-Experiências Luminosas
Ocupação de espaços, improvisação com telas, máscaras, trilhas sonoras ao vivo, manipulação de ruídos, desequilíbrio luminoso, tensões dramáticas e interação do público no final das tardes de Porto Alegre.

Jogo de Silhuetas
Integração de crianças e adultos, pais e filhos, sombristas e público na criação artística e na observação dos fenômenos da projeção de figuras em sombras.

Experimento: Transapiens
Performance híbrida de ficção científica que funde as artes plásticas, cênica e sonora revelando os limites éticos na investigação da biologia humana.
Para ver o clipe clique aqui

Polissombras
Intervenção cênica com sombras em formato polifônico no show musical de artistas do núcleo Tradisons.

Fragmentos Simonianos
Exposição documental do processo de criação e produção do premiado espetáculo de teatro de sombras A Salamanca do Jarau inspirado em conto homônimo de João Simões Lopes Neto.

Poemas Noturnos – Na Sombra das Palavras
Exploração artística dos poemas de Mário Pirata com projeções em sombras, trilhas sonoras, feitos, efeitos e defeitos especiais.
Clique aqui para ver o poema Pequena Ciranda

Invasões e conquistas no território brasileiro das artes cênicasSão Paulo

São Paulo – 37ª Vivência no Teatro de Sombras, criação, produção e direção em sombras de um fragmento do espetáculo “Primeiras Rosas”, inspirado em contos de Guimarães Rosa para a Pia Fraus, em comemoração aos 25 anos de trabalho do grupo paulista. Teatro Popular do SESI – Av Paulista – janeiro/junho.

– Assessoria técnica no Almanaque Sombras e Luz para a exposição de mesmo nome no SESC Pompéia durante as comemorações do ano da França no Brasil – setembro/dezembrowww.sombraseluz.com.br .

São José do Rio Preto –
Atração de abertura do espaço de convívio NÃO LUGAR, no Festival Internacional de Teatro – FIT, com a performance Experimento: Transapiens – julho.


Paraná Londrina – 38ª edição da Vivência no Teatro de Sombras no Instituto Londrinense de Educação de Surdos – ILES, durante o Festival de Teatro de Londrina e a apresentação do espetáculo Sacy Pererê – A Lenda Meia-Noite – junho.

Ibiporã – Apresentação do espetáculo Sacy Pererê – A Lenda Meia-Noite – junho.


Distrito FederalBrasília – 39ª edição da Vivência no Teatro de Sombras em parceria com a FUNARTE e apresentações do espetáculo Sacy Pererê – A Lenda Meia-Noite no 8º Festival Internacional de Teatro de Bonecos de Brasília – agosto.


Mato GrossoCuiabá – 40ª edição da Vivência no Teatro de Sombras e apresentação do espetáculo Sacy Pererê – A Lenda Meia-Noite na 3ª Mostra Internacional de Teatro Infantil – MITI – outubro.


Mato Grosso do SulBonito – Apresentação da performance Folguedo das Sombras no aparato Bolha Luminosa durante o 10º Festival de Inverno – agosto.


TocantinsPalmas – Apresentação do espetáculo Sacy Pererê – A Lenda Meia-Noite no Salão do Livro de Tocantins e no 6º SESI Bonecos do Brasil – maio/agosto.


GoiásGoiânia – apresentação do espetáculo Sacy Pererê – A Lenda Meia-Noite no 6º SESI Bonecos do Brasil – agosto.


Rio de JaneiroAngra dos Reis – apresentação do espetáculo Sacy Pererê – A Lenda Meia-Noite na Festa Internacional de Teatro de Angra – FITA.


Rio Grande do SulPorto Alegre – Performance no show Vila Brasil, de Richard Serraria no Projeto UNIMÚSICA da UFRGS – outubro.

– Participação no Projeto Lendas no Teatro da Opus Produções no Teatro do Bourbon Country com o espetáculo de teatro de sombras A Salamanca do Jarau – maio.

– Oficina de teatro de sombras no Congresso Brasileiro e no Latino Americano de Arteterapia da CENTRARTE – maio.

– Participação performática com sombras na entrega do prêmio Líderes & Vencedores da Assembléia Legislativa do Estado do RS – outubro.

– Apresentação do espetáculo de teatro de sombras A Salamanca do Jarau no projeto SESI Crescendo com Arte – novembro.

Taquari – Espetáculo de sombras que retrata a chegada da luz no interior do estado para comemorar o aniversário de 40 anos da Cooperativa Certaja e a sua atuação na história da eletrificação rural – novembro.

Santa Cruz, Sapiranga, São Leopoldo e Canoas – Foram as cidades que receberam o projeto itinerante Lâmpada Mágica AES Sul apresentando o espetáculo de teatro de sombras A Salamanca do Jarau – novembro.

Alguns fatos registrados no cenário cultural e socialA presença do crack na vida da população brasileira foi tão profunda que alguns traficantes proibiram a venda aos consumidores, alegando que é uma droga que mata o usuário. As situações causadas pela dependência evidenciaram crimes de todos os tipos, aumentaram o medo e a insegurança nas capitais e no interior e protagonizaram cenas de desespero de mães que acorrentaram seus filhos e de filhos que mataram seus pais.


A novidade do pré-sal passou a ser a esperança de um futuro melhor no discurso do presidente da república do Brasil. A mesma coisa que aconteceu com a anterior esperança verde, o biodisel. Enquanto o presidente festeja, os políticos reenvindicam a partilha dos lucros para os seus estados e a população tenta adivinhar o que vai acontecer.


O surto de gripe cancelou e influenciou diversos eventos culturais da agenda nacional.


Os italianos do Teatro Gioco Vita, uma das companhias mais importantes e antigas do teatro de sombras contemporâneo europeu, vieram ao Brasil participar de festivais de teatro.


O reflexo da crise mundial anunciado como uma marolhinha pelo presidente da república afetou investimentos de patrocinadores e apoiadores culturais em diversos segmentos das artes e da cultura.


A mídia abriu um espaço gigantesco, nunca visto antes, para dois negros americanos – um foi empossado presidente de um país historicamente racista. O outro foi enterrado três meses após seu falecimento se consagrando como o maior defunto de astro pop da história.


O Brasil sediará importantes eventos esportivos nos próximos anos e o mundo vai conhecer as peculiaridades brasileiras bem de perto.


O carioca criador do Teatro do Oprimido, Augusto Boal morre deixando milhares de seguidores em todo o mundo.


A governadora do RS Yeda Crusius (PSDB) é acusada de participar de esquema de desvio de R$ 40 milhões do DETRAN/RS e escapa de impeachment com a absolvição dada pela Assembléia Legislativa.


Antes de terminar o ano e o seu respectivo mandato, a governadora do RS Yeda Crusius (PSDB) faz seus últimos movimentos para desmontar a TVE e a FM Cultura. Dois importantes veículos de informação democrática e alternativa, fundamentais para a divulgação e a difusão da cultura gaúcha e que agora é despejada de sua sede, juntamente com todo o quadro de funcionários. Destino incerto e prejuízo certo.


Na cidade de São Paulo, na Praça Roosevelt, nasce o IBTT – Instituto Brasileiro de Tecnologia Teatral, que congrega artistas, pensadores e técnicos de diferentes áreas das artes para discutir e trocar informações sobre o ofício cênico.


O governo federal anuncia o vale-cultura. Mais uma iniciativa política  de caráter paternalista com efeitos duvidosos na economia. A classe artística mantém sua indiferença. Sinal de incertezas para a cadeia produtiva da cultura.


Na cidade de São Paulo, na Praça Roosevelt, são baleados dois profissionais da arte teatral quando ladrões invadiram um espaço cultural para roubar a arrecadação da bilheteria.


A Bienal do Mercosul e outras grandes mostras de artes plásticas do Brasil assumem diante da crítica e do público a crise artística pela qual passam.


O ano da França no Brasil cumpriu com o protocolo diplomático e saiu à francesa.

PoemaFaroleiro

quem mandou colher o ouro
e a prata do sorriso,
saborear o perfume derramado
entre os dedos das mãos?

quem mandou esculpir castelos de areia
como se fossem de marfim,
correr com a sede de um cometa
pelas fontes do corpo?

quem mandou catar mariscos
e conchas no regaço,
desenhar no velame do barco
a nudez da delicadeza?

quem mandou mergulhar no abraço
com o desejo do vento,
costurar sonhos com a seda
do silêncio de sereia?

quem mandou acreditar em gnomos,
duendes, unicórnios, fadas,
imaginar que a poesia voltaria
na maré cheia da praia?

quem mandou pensar que o olhar
ficaria como uma tatuagem
e o carinho pudesse acalmar
o meu coração de menino?

quem mandou, amor meu,
foi o meu amor, não fui eu!

Este poema de Mário Pirata foi gentilmente cedido como parte do espetáculo de sombras Poemas Noturnos – Na sombra das Palavras, com direção de Alexandre Fávero, produção da Cia Teatro Lumbra, realização do Clube da Sombra e do projeto Usina das Artes 2009, em cartaz no mês de dezembro, na Usina do Gasômetro, em Porto Alegre/RS.

Imprevistos presentes e futurosPesquisa acadêmica

A atriz e bacharel em educação física Fabiana Lazzari de Oliveira, de Florianópolis/SC vem para Porto Alegre no mês de janeiro para dar continuidade na pesquisa de mestrado do curso de teatro da UDESC. O trabalho tem o objetivo de identificar as principais mudanças efetuadas no modo de produzir e criar espetáculos de teatro de bonecos nos últimos cinqüenta anos, na região sul do Brasil. A Cia Teatro Lumbra, com dez anos de atividade profissional, é um dos núcleos artísticos do RS que oferece material para a análise dos processos e métodos para essa investigação, apresentando através dos registros de pesquisa, dos métodos experimentais e dos conceitos avançados na arte do teatro de sombras alguns indícios das transformações ocorridas na forma de fazer teatro de animação no Brasil.


Literatura

O Dicionário de Teatro Brasileiro – Temas, formas e conceitos
, têm a sua 2ª edição revisada, ampliada e publicada pela Editora Perspectiva, sob a coordenação dos pesquisadores J. Guinsburg, João Roberto Faria e Mariangela Alves de Lima. No verbete Teatro de Sombras é possível ler uma citação da Cia Teatro Lumbra. Fruto do trabalho e dedicação na difusão dessa linguagem no Brasil.


Estúdio de criação e escritório administrativoA Cia Teatro Lumbra e o Clube da Sombra operam comercialmente em Porto Alegre desde 2000, mas em 2007 fixaram as estacas de um prédio próprio para avançar na qualificação criativa, produtiva e administrativa da sua arte. O imóvel de alvenaria abriga um estúdio de 100 m² para depósito de materiais, espaço de criação e investigação além de uma oficina de construção. Também possui um escritório de 25 m² que funciona como biblioteca e central de informática. O investimento fica localizado no município de Viamão/RS e atualmente encontra-se em fase de finalização, com previsão de início das operações no primeiro semestre de 2010.
O espaço não tem finalidades comerciais ou de atendimento ao público, sendo restrito para investigação, ensaios, armazenagem de materiais e produções artísticas da companhia e seus colaboradores.


HibridismoA produtora Clube da Sombra Ltda avança na realização de novas formas de apresentar suas peripécias com as sombras em 2010. Além dos projetos de pesquisa performática a equipe de criação desenvolve novos planos de hibridismos e mestiçagens com a arte do vídeo, projeções em grandes dimensões, participações especiais em projetos coletivos e atividades com artistas convidados. Em breve!


Repertório estampadoDepois de esfolar o uniforme até cansar a beleza, o Clube da Sombra preparou uma série de camisetas com estampas inspiradas em quatro dos seus espetáculos mais premiados. São cinco modelos em preto e cinza com serigrafia em branco.

O desenho dos panos é assinado pelo cenógrafo Alexandre Fávero e a arte das estampas foi finalizada pelos irmãos Beto e Roger Mothcy. As provocações e a coordenação gráfica da produção tiveram a regência da Fabiana Bigarella. Se ficar querendo uma, te adianta!

Agentes que colaboraram com as nossas sombras deste ano

Adriano Preuss – produtor de áudio e vídeo/RS
Alejandro Szklar – sombrista/Argentina
Alto Impacto – produtora cultural/PE
Ana Zilda – produtora/DF
Arlete Guedes – produtora/SP
Beto Andretta – produtor cultural/SP
Beto Mothcy – projetista gráfico/RS
Camila Zinelli – comissária/SP
Camilo de Lélis – diretor teatral/RS
Carlos Lagoeiro – ator e diretor teatral/Holanda
CENTRARTE – Centro de Arteterapia/RS
Casadalapa – coletivo de artistas/SP
Chico Simões – ator/DF
Cláudia de Bem – iluminadora/RS
Cláudio Escouto – engenheiro elétrico/RS
Clorys Daly – produtora cultural/RJ
Christie Lucin – Disco Jóquei
De Pernas Pro Ar – grupo de teatro/RS
Eduardo Espíndola – produtor cultural/MT
Eliza Pierim – produtora cultural/RS
Equipe GCE – contabilidade/RS
Fabiana Lazzari – mestranda em teatro UDESC/SC
Felipe Helfer – cenógrafo/RS
Gabriel Von Fernández – sombrista/Argentina
Gelso Provensi – contador/RS
Giancarlo Carlomagno – ator/RS
Helen de Oliveira – jornalista/RS
Jackson Iris – produtor/SP
Jane Bastos Alves – tradutora libras/PR
Jorge Crespo – produtor/RJ
Jorge Vermelho – ator e produtor cultural/SP
Júlia Guedes Frazão – promotora FUNARTE/DF
Leandro Roos Pires – iluminador/RS
Lígia Figueiredo – empresária/RS
Lu Bitello – produtora/RS
Luciana Matos – produtora/SP
Luiz Bertipaglia – produtor cultural/PR
Maira Jeannyse – diretora teatral/MT
Marcelo Corsetti – músico/RS
Marcos Balbino – produtor/RS
Maria Aperecida Herok – promotora cultural/RS
Mário Pirata – poeta/RS
Miguel Velhinho – diretor teatral/RJ
Miriam Amaral – produtora/RS
Odi Souza – músico/RS
Oigalê – grupo teatral/RS
Paulo Richard Sicca Lopes – engenheiro elétrico/RS
Pedro Maia – diretor executivo/RS
Pedro Noizyman – desenhista de som/SP
Pia Fraus – grupo de teatro/SP
Projesom – sonorização/RS
Raio Lazer – produtora cultural/PE
Renato Boldrina – aeronauta/SP
Renato Velho – músico/RS
Ricardo Coelho – promotor cultural/RS
Ricardo Moreira – promotor cultural/DF
Richard Serraria – compositor/RS
Robson Berleze – multi técnico/RS
Robson Serafini – músico/RS
Ruarte – associação cultural/DF
Sandro Rabello – produtor/RJ
Sara Rosenberg – designer/SP
Shana Gomes – aventureira/França
Telumi Hellen – figurinista/SP
Valmir Perez – professor UNICAMP/SP
Valmor Nini Beltrame – Professor UDESC/SC
Vanderley Piras – ator e diretor/SP
Viviene Lozi – produtora cultural/MT
Walter Malta – promotor cultural/SP

Mais próximos em 2010!

Frase dedicada aos que desejam fazer da sombra uma forma de expressão e publicada no informativo da Oigalê – Cooperativa de Artistas Teatrais
(…) “Os donos das sombras é que têm o poder de dar um valor emotivo a elas. Quando se percebe o mistério, seja como espectador ou como ator, algo estranho, no íntimo, acontece.”
A. F.
Sombrazine nº 7
Redação e textos Alexandre Fávero
Arte e diagramação Roger Mothcy
Revisão Fabiana Bigarella
Fotos Alexandre Fávero e Fabiana Bigarella
Apoio Obsessões da velha capital/RS

Cia Teatro Lumbra
Porto Alegre/RS – Brasil
Dezembro 2009
clube@clubedasombra.com.br
www.clubedasombra.com.br
http://blog.clubedasombra.com.br
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s